Ser Poeta

Ser poeta é

em tudo ver amor sem o poder definir

È em tudo ver Amor onde os outros nada vêm

Ser poeta

È ser aquilo que os outros não são

È querer cantar mas só poder escrever
`E olhar o sol e vê-lo sorrir

È olhar o céu e vê-lo chorar

É ver na chuva lágrimas de prata

È ser-se o que jamais alguém foi

É estarmos contra tudo e contra todos

Mas a favor de tudo e de todos

Ser poeta

É ver tudo sem ver nada

Ser poeta é conseguir dizer sim escrevendo não

 

 

 

Quero gritar

 

Quero gritar mas em silêncio

Quero sorrir chorando

Quero ouvir o mar, o sol e a chuva

Evitar o inevitável

Recordar o esquecimento

Quero fazer o impossível !

 

 

 

 

 

Será

 

Será poesia?

Será Amor?

Seja o que for

Eu sou-o.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Vento

 

Carícias

Dá-mas o vento

Sem nada me pedir em troca

Sem me olhar

 Sorri

Sem me ver

Adora-me

Simples simplicidade de toda uma natureza